IIoT: Alavanca para o Crescimento

User Rating: 5 / 5

Star ActiveStar ActiveStar ActiveStar ActiveStar Active
 

Ultimamente o mundo industrial tem ouvido falar em novos modelos de negócios híbridos, na necessidade de exploração de tecnologias inteligentes para estimular a inovação e na transformação de força de trabalho, numa nova abordagem que une os mundos físico e digital, sem a qual é possível que muitas empresas não mais sobrevivam daqui a uma década ou duas.

Por outro lado, é provável que o IIoT seja uma sigla desconhecida para grande contingente de pessoas, incluindo internautas experientes, acostumados com as novidades do mundo digital. Assim, vale explicar a sigla IIoT - Industrial Internet of Things - Internet das Coisas na Indústria, e vem sendo anunciada principalmente como uma forma de melhorar a eficiência operacional. No ambiente de hoje, as empresas também podem aproveitá-la como uma ferramenta de crescimento em oportunidades inesperadas, mas no futuro, as companhias de sucesso vão usar a IIoT para crescer de novas maneiras.

O fato é que a internet das coisas na indústria é uma grande tendência, com consequências significativas para a economia global, já que, de acordo com a Oxford Economics, atinge setores que representam 62% do PIB dos países do G20. A IIoT inclui manufatura, mineração, agricultura, petróleo, gás, serviços públicos e também empresas que dependem de bens duráveis para seus negócios, como as que administram hospitais, armazéns e portos ou que fornecem serviços de transporte, logística e saúde.

Assim, não surpreende que o retorno potencial da IIoT seja enorme. Estimativas independentes mais conservadoras preveem gastos de até 500 bilhões em 2020 e outras, mais otimistas, chegam até 15 trilhões de dólares do PIB global, até 2030.

A eficiência operacional é um dos principais atrativos, e os primeiros a aderir estão de olho nessas vantagens. Com a introdução da automação e técnicas de produção mais flexíveis, os fabricantes poderiam conseguir um aumento de produtividade de até 30%, diz o líder de estratégia digital da Accenture, Ricardo Chisman.

Porém essa história tem muito mais elementos. Embora as empresas estejam vendo e começando a aproveitar a IIoT como estratégia de eficiência operacional, ela também oferece grandes oportunidades de lançamento de novos produtos e serviços digitais para quem fabrica equipamentos e produtos, gerando novas fontes de renda que vão melhorar tanto as vendas quanto os lucros.

Ao mesmo tempo, há oportunidade real de aumento de receitas para proprietários e operadores de equipamentos, como empresas em setores de processamento. Por enquanto, nesta fase de nascimento da IIoT, os fabricantes procuram as opções mais imediatas, melhorando os serviços de manutenção e reparos já existentes.

Algumas pioneiras, como a General Eletric, a Michelin, a Virtual Radiologic Corp e a ZF Friedrichshafen AG, estão dando um passo à frente e usando a IIoT de forma menos convencional, para ajudar seus clientes. Essas empresas são exemplos inspiradores, mas é importante reconhecer que a IIoT oferece formas radicalmente novas de fazer produtos e pensar sobre eles e de operar ativos e instalações. Muitas empresas começam a fazer a transição agora, e pode não ser fácil num primeiro momento. No entanto, quem hesitar pode ser ultrapassado rapidamente pelos concorrentes atuais e novos entrantes.

Fonte - Revista Harvard Business Review

Finance365 Partner Family

Finance365 brings to the market a new mindset on Governance and Business Management. Our goal is to present to clients how to increase their profits through good practices in Corporate Governance, with sustainable growth.

Specialized Service

Miramar, Flórida, USA

Alphaville - Barueri

Email: contato@finance365.net.br

Fax: +55 11 2680-5094

Webistewww.finance365.net.br

Depositions


"We were positively surprised by the quality of the answers, it's worth it!"
Cleber Oliveira - Advanced Consultores
"Leave your comments on the use of our application."
Administração - Gestão Canal da Governança
"Governance is supporting us to see the business otherwise, more rational and objective."
Moacir F Teixeira - ECOAGRO